A densidade das células intestinais melhora com Orientação Nutricional

A densidade das células intestinais melhora com Orientação Nutricional
4 de maio de 2016
Homem com dor de estômago, colocando as mãos sobre o abdômen stock photo

Crédito da foto: iStock

Uma mudança na alimentação de pacientes com Síndrome do Intestino Irritável na sequência da orientação nutricional pode resultar na melhoria dos sintomas da Síndrome do Intestino Irritável.

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

Um estudo publicado em novembro de 2015, no The European Journal of Clinical Nutrition demonstrou que a densidade das células endócrinas do intestino grosso é afetada pelo tipo de alimento consumido. Uma mudança na dieta dos pacientes com síndrome do intestino irritável (SII) após a orientação nutricional pode normalizar as densidades dessas células endócrinas, recuperar o seu mau funcionamento e pode ter resultado na melhoria dos sintomas da Síndrome do Intestino Irritável.

Para o estudo foram recrutados 13 pacientes (idade entre 18 a 70), com Síndrome do intestino irritável e 13 indivíduos controle. Os pacientes com Síndrome do intestino irritável receberam 3 sessões de orientação nutricional individualizada. Os indivíduos de ambos os grupos realizaram colonoscopias no início do estudo e novamente em 3 e 9 meses após orientação dietética. Foram retiradas biópsias de células endócrinas intestinais. As células endócrinas foram quantificadas utilizando a análise de imagem computadorizada.

O consumo total diário (média± desvio padrão) de frutas e vegetais ricos em FODMAPs (oligossacarídeos fermentáveis, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis) diminuiu significativamente de 16,2 ± 5,3g antes de receber orientação nutricional para 9,2 ± 3,2 g após ter recebido orientação (p = 0,02). No cólon, as densidades de células secretoras de serotonina foram de 46,8 ± 8,9 células/mm2 em indivíduos do grupo controle, 10,5 ± 2,1 células/mm2 em pacientes com Síndrome do Intestino Irritável antes da intervenção e 22,6 ± 3,2 células/mm2 em pacientes com Síndrome do Intestino Irritável depois de receber orientação (p = 0,007). As densidades de células secretoras de peptídeo YY foram de 11,6 ± 1,8 células/mm2 em pacientes do grupo controle, 10,8 ± 1,7 em pacientes com Síndrome do Intestino Irritável antes da orientação e 16,8 ± 2,1 células/mm2 em pacientes com Síndrome do Intestino Irritável depois da orientação (p = 0,06). As densidades de células de somatostatina (hormônio protéico produzido pelas células delta do pâncreas) no reto foram 13,5 ± 3,0 células/mm2 no grupo controle, 13,2 ± 3,0 células/mm2 em pacientes com Síndrome do Intestino Irritável antes da orientação, e 22,3 ± 3,2 células/mm2 Síndrome do Intestino Irritável depois de receber orientação nutricional (p = 0,01).

Os estudiosos concluíram que as densidades das células endócrinas no intestino grosso são afetadas pelo tipo de alimentos consumidos. Uma mudança na alimentação desses indivíduos na sequência da orientação nutricional pode resultar na melhoria dos sintomas da Síndrome do Intestino Irritável.

  • Fodmaps (Fermentable Oligosaccharides, Disaccharides, Monosaccharides e Polyols): São alimentos de alta osmolaridade ou que possuem substratos rapidamente fermentados por microorganismos intestinais. Os alimentos fermentáveis referidos são os carboidratos não digeridos pelo trato digestivo humano, podendo causar desconforto intestinal. Eles são classificados como oligossacarídeos, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis.

 

Clique aqui para ler o artigo na integra

 

Referência:

Mazzawi T, Hausken T, Gundersen D, El-Salhy M. Dietary guidance normalizes large intestinal endocrine cell densities in patients with irritable bowel syndrome. Eur J Clin Nutr. 2015. doi: 10.1038 / ejcn.2015.191

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags: