Diretrizes de Atenção da Triagem Auditiva Neonatal

3 de outubro de 2017

qw Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência Autoria:MINISTÉRIO DA SAÚDE. Secretaria de Atenção Saúde: Departamento de Ações Programáticas Estratégicas Ano: 2012 Idioma: Português O objetivo destas Diretrizes é oferecer orientações às equipes multiprofissionais para o cuidado da saúde auditiva na infância, em especial Triagem Auditiva Neonatal, nos diferentes pontos de atenção da rede. Clique aqui para ler o documento.

Postado em Manuais e Diretrizes por Aby Tosatti | Tags:
3 de outubro de 2017

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência Autoria: Sociedade Brasileira de Pediatria Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial Sociedade Brasileira de Genética Médica Ano: 22 de outubro de 2012 Idioma: Português

O objetivo do documento: orientação destinada ao público composto por pediatras e otorrinolaringologistas sobre a perda auditiva no recém-nascido e sobre a reabilitação da criança portadora dessa deficiência. O documento também contém indicações para avaliação auditiva, tipos de exames e as evidências de benefícios que as justificam.

Referência: Perda Auditiva na Infância

Postado em Manuais e Diretrizes por Aby Tosatti | Tags:
15 de agosto de 2017

Departamento Científico de Nutrologia Presidente: Virgínia Resende Silva Weffort Secretário: Hélcio de Sousa Maranhão Conselho Científico: Carlos Alberto Nogueira de Almeida, Jocemara Gurmini, Junaura Rocha Barretto, Mauro Fisberg, Mônica de Araújo Moretzsohn, Rafaela Cristina Ricco, Valmin Ramos da Silva Colaboradores: Elza Daniel de Mello, Fernanda Luísa Ceragioli Oliveira, Joel Alves Lamounier Clique para ler o Doc aqui

Postado em Manuais e Diretrizes por Aby Tosatti | Tags:
1 de junho de 2017

Por Abykeyla Mellisse Tosatti

De acordo com a nova recomendação da Sociedade Americana de Pediatria (AAP), o consumo de suco não é indicado para crianças menores que 1 ano de vida, mesmo se preparado in natura. Isso se deve ao fato de o mesmo não ser considerado adequado para o consumo nesta idade, por não ser equivalente ao consumo da fruta integral. Para os especialistas, a oferta do suco – que não oferece nenhum benefício nutricional - antes dos alimentos sólidos, pode proporcionar um risco maior de substituir o leite materno ou as fórmulas infantis, resultando no consumo reduzido de nutrientes necessários para o crescimento e desenvolvimento do bebê – proteínas, gorduras, vitaminas e minerais. Baixo peso e baixa estatura têm sido associados com o consumo excessivo de suco na infância. Além disso, a bebida pode acarretar alguns problemas, como a falta do hábito de consumir a fruta inteira, propiciar o estímulo ao consumo excessivo de açúcar, aumentar o risco de ter cárie dentária, entre outros.

  Novas  recomendações do grupo:

  • O suco não deve ser introduzido na alimentação dos lactentes antes dos 12 meses de idade, a menos que clinicamente indicado. A ingestão de suco deve ser limitada a, no máximo,

Postado em Manuais e Diretrizes por Aby Tosatti | Tags: