Posição da IOTF contra a obesidade infantil…

7 de abril de 2005

*The IOTF is part of the International Association for the Study of Obesity (IASO), a global federation of research associations dedicated to the advancement of the scientific understanding of obesity.
IOTF demands action on childhood obesity crisis
New report to WHO finds overweight affects 1 in 10 children worldwideAt least 155 million school-age children worldwide are overweight or obese, according to a major new report from the International Obesity TaskForce.*
In a comprehensive dossier revealing how the global obesity epidemic is affecting children, the International Obesity TaskForce says that one in 10 children is overweight, a total of 155 million. Around 30-45 million within that figure are classified as obese - accounting for 2-3% of the world’s children aged 5-17. A further 22 million younger children are also affected according to previous IOTF global estimates based on WHO data for under fives.
The report, Obesity in children and young people: A crisis in public health[i], was delivered to the World Health Organization on the eve of a critical decision by government ministers in Geneva on adopting a global strategy on diet, activity and health, and warned that childhood obesity was “increasing in both developed and developing countries,” with significantly increased risks that children may develop type 2 diabetes, heart disease and a variety of other

Postado em Saúde e Nutrição por admin
7 de abril de 2005

O que faz bem pra saúde?
Cada semana, uma novidade.
A última foi que pizza previne câncer do esôfago.
Acho a maior graça.
Tomate previne isso, cebola previne aquilo, chocolate faz bem,
chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas peraí,
não exagere...
Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos.
Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde.
Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro faz eu me sentir novo em folha.
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois eu rejuvenesço uns cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas, me incham o cérebro, volto cheio de idéias.
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me embrulha o estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano.
E telejornais os médicos deveriam proibir - como doem!
Essa história de que sexo faz bem pra pele acho que é conversa, mas mal tenho certeza de que não faz, então, pode-se abusar. Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo faz muito bem: você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que

Postado em Saúde e Nutrição por admin
7 de abril de 2005

Crianças com excesso de peso apresentam maior risco para deficiencia de ferro , é o que mostra artigo do Medscape, reproduzindo paper publicado no Pediatrics de julho de 2004, de Nead e cols. Os resultados mostram que em quase dez mil escolares de 2 a 16 anos de idade, a chance de deficiencia de ferro é duas vezes maior nos que apresentavam excesso de peso (23,9% da população) do que nos com peso normal. Apesar de prevalencias baixas de deficiencia de ferro, a carencia aumenta com a idade e o excesso de peso. Nao houve separaçao por sexo e estado puberal que poderiam ser viezes.
NOTE: To view the article with Web enhancements, go to:
http://www.medscape.com/viewarticle/482825 Overweight Children Are at High Risk for Iron Deficiency
Reuters Health Information 2004. © 2004 Reuters Ltd.
Republication or redistribution of Reuters content, including by framing or similar means, is expressly prohibited without the prior written consent of Reuters. Reuters shall not be liable for any errors or delays in the content, or for any actions taken in reliance thereon. Reuters and the Reuters sphere logo are registered trademarks and trademarks of the Reuters group of companies around the world. NEW YORK (Reuters Health) Jul 07 - The prevalence of iron deficiency appears to be high in overweight children and adolescents, according to results of a recent study published in the July is

Postado em Saúde e Nutrição por admin
7 de abril de 2005

Este tema (interface) vem ocupando meus pensamentos, de forma tão insistente e perturbadora, principalmente depois que comecei a trabalhar com uma equipe multidisciplinar no Centro Atendimento e Apoio ao Adolescente na UNIFESP, antiga Escola Paulista de Medicina. Até, então, minha atuação principal vinha sendo no atendimento terapêutico no consultório e preventiva nas instituições escolares, que limita a troca com outros profissionais não ligados educação. Neste Centro participam profissionais de diversas áreas, como médicos, fonoaudiólogos, psiquiatras, assistente social, nutricionista, etc. Nesta experiência, venho de deparando com as questões que envolvem a interface, essencialmente nas discussões dos casos clínicos. Confesso que não foi, e nem é, uma tarefa fácil formalizar minhas reflexões, feitas, até então, de maneira informal, solta. Procurei pontos que não me levassem zonas de conflito, e descobri quanto este tema – interface - já é conflituoso. O resultado são algumas notas, evidenciando um ponto a respeito de uma questão de fronteiras. Estou falando dos problemas de jurisdição entre psicopedagogia, pedagogia, psicologia e fonoaudiologia. Para poder compreender um pouco mais a questão da complexidade da “interface”, é preciso analisar, verificar quais são os pontos de intersecção e quais são os pontos que se diferenciam,

Postado em Saúde e Nutrição por admin