Como anda o consumo de produtos lácteos pela população Brasileira?

4 de maio de 2017

Por Abykeyla Mellisse Tosatti

Um estudo da Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, mostrou que apenas 43% da população brasileira consome produtos lácteos, sendo o leite o produto mais frequentemente consumido. Os autores avaliaram 34.003 participantes do Primeiro Inquérito Nacional de Alimentação (2008-2009), com idade entre  10 anos ou mais. A prevalência de consumo foi superior entre as mulheres, os idosos, os residentes da região Sul e os pertencentes aos maiores estratos de renda familiar per capita. “Tendo em vista o baixo consumo de produtos lácteos pela população brasileira e os benefícios associados a este grupo de alimentos, justificam-se estratégias de saúde pública para o aumento do seu consumo”, conclui a equipe da nutricionista Gabriela Possa e do Prof Mauro Fisberg.

Referência: POSSA, Gabriela et al. Dairy products consumption in Brazil is associated with socioeconomic and demographic factors: Results from the National Dietary Survey 2008-2009. Rev. Nutr. [online]. 2017, vol.30, n.1, pp.79-90. ISSN 1678-9865. 

4 de maio de 2017
 
Por Abykeyla Mellisse Tosatti
 A infecção respiratória é uma doença que pode atingir qualquer pessoa, de todas as idades, mas é mais frequente em crianças, idosos e nos imunossuprimidos - quando o sistema imunológico está com baixa atividade. As causas das infecções das vias aéreas podem ser, por exemplo, por fungos, vírus ou bactérias, ocasionando doenças como: bronquiolite, pneumonia, faringite, sinusite, rinite e rinossinusite. Para
Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags:
26 de abril de 2017

Por Abykeyla Mellisse Tosatti

A diverticulite é uma inflamação caracterizada por pequenos cistos e bolsas na parede interna do intestino grosso - divertículos -, que ficam  inflamados e podem infeccionar. O causador da formação dessas bolsas ainda é desconhecido; o que se sabe, é que a alimentação pobre em fibras é uma das causas mais prováveis, porém, o papel de outros alimentos na causa da diverticulite é pouco explorado.

Um estudo do Hospital Geral de Massachusetts, nos Estados Unidos, avaliou o elo entre a ingestão de alguns tipos de carne - carne vermelha, aves e peixes -, e o risco de diverticulite. Após acompanhar 46.500 homens por 26 anos, os autores concluíram que o maior consumo de carne vermelha estava relacionado a um risco elevado para este tipo de inflamação. Substituir uma porção de carne vermelha ao dia por uma de peixe ou ave, por outro lado, diminuiria em 20% a probabilidade de sofrer com a doença.

Os autores concluem: "Esse resultado pode fornecer orientação nutricional  para pacientes com risco de diverticulite". No entanto, apesar da prevalência e impacto do estudo, para Yin Cao e seu grupo, esse resultado aciona um alerta, mas é cedo para culpar totalmente a carne vermelha, visto

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags:
13 de abril de 2017
Por Abykeyla Mellisse Tosatti
Um estudo da Universidade de Bristol, no Reino Unido, verificou que o risco de câncer de próstata não tem associações com o consumo de alguns nutrientes. Os autores avaliaram 1717 casos de câncer de próstata em homens de meia-idade e idosos. Todos os participantes, antes do diagnóstico, preencheram registros alimentares utilizados para estimar a ingestão de 37 nutrientes, incluindo: carboidratos, gorduras, proteínas, produtos lácteos, carne, peixe, frutas e legumes, consumo calórico, fibras, álcool, licopeno e selênio. “O risco de câncer de próstata, incluindo por estágio da doença, não teve associação a alimentação”, concluem os autores.

No Brasil, o câncer de próstata é considerado o segundo mais comum entre homens com mais de 65 anos, de acordo com informações do INCA (Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva). Em 2016, estimam-se 61.200 casos. O tumor cresce silencioso e lentamente e, por esse motivo, é de extrema importância qu

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags: