Maior Controle sobre a Prescrição de Medicamentos Anorexígenos.

26 de janeiro de 2007

Estará aberta a sugestões até o dia 10/02/2007, a Consulta Pública nº 89 da ANVISA que propõe novas regras para a prescrição de medicamentos usados no tratamento da obesidade.

A proposta tem como objetivos garantir maior segurança ao processo e coibir abusos na prescrição e venda desses medicamentos.

 

Críticas ou sugestões à Consulta Pública nº 89 podem ser enviadas até o dia 10/2 para o fax (61) 3448-1489 ou para o e-mail cp89.2006@anvisa.gov.br.

Postado em Variedades por admin
26 de janeiro de 2007

Foi prorrogado para o dia 1º de abril de 2007, o prazo para envio de sugestões à Consulta Pública nº 71 da ANVISA que, na tentativa de diminuir o avanço das doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), propõe regras para propaganda, publicidade, promoção e informação de alimentos potencialmente prejudiciais à saúde (alimentos ricos em açúcar, sal e gorduras, além de refrigerantes e refrescos artificiais).

 

A elaboração da proposta inicial, aberta em novembro de 2006, teve a participação de representantes do Idec; do Ministério da Agricultura; do Ministério Público Federal; da Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP); da Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal; da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia); do Conselho Nacional de Auto-Regulamentação Publicitária (Conar) e da Associação Brasileira das Indústrias de Refrigerantes (Abir).

 

Postado em Variedades por admin
10 de dezembro de 2006

Algumas novidades sobre o tomate

Postado em Variedades por admin
6 de dezembro de 2006

Mortalidade infantil cai 14,3% em cinco anos

Entre os anos 2000 e 2005 a mortalidade infantil caiu 14,3% no Brasil. Os dados divulgados na última sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o indicador declinou de 30,1 para 25,80 (óbitos por mil nascidos vivos), no ano passado. A pesquisa ainda revelou que a expectativa de vida do brasileiro atingiu, em 2005, 71,9 anos, 1,44 ano a mais que o verificado cinco anos antes.

De acordo com o IBGE, os fatores que mais contribuíram para a redução da mortalidade infantil e o aumento da expectativa de vida foram: a melhora no acesso da população aos serviços de saúde, o crescimento do número de atendimentos pré-natais, o incentivo ao aleitamento materno, o aumento do nível de escolaridade do brasileiro, as campanhas nacionais de vacinação, entre outros. O país possui uma das maiores coberturas vacinais do mundo, alcançando 95% - no caso das campanhas voltadas para crianças  e 83% na mobilização destinada aos idosos. Além disso, o Brasil tem 56,5 milhões de alunos matriculados no ensino básico, 49 milhões deles na rede pública.

Expectativa de vida

Em 2005, o Distrito Federal tinha a mais alta expectativa de vida (74,9 anos) entre os estados brasileiros, e Alagoas (66 anos), a mais baixa. Segundo o IBGE, apesar de sign

Postado em Variedades por admin