Dieta versus comportamentos alimentares em crianças com obesidade

Dieta versus comportamentos alimentares em crianças com obesidade
10 de julho de 2017
Entusiástico relacionados com refeições com a mãe na campsite

Crédito da foto: Getty images

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

Um estudo liderado por Kirk Shelley, do Instituto do Coração do Centro Médico do Hospital Infantil Cincinnati, nos Estados Unidos, aponta que os comportamentos alimentares melhoram significativamente com mudanças na alimentação logo nos primeiros três meses da intervenção. Para chegar a essa conclusão, a equipe de Shelley cruzou informações sobre como dietas podem afetar o hábito alimentar de 102 crianças obesas, com idade entre 7 e 12 anos. As crianças foram distribuídas aleatoriamente em três grupos, para uma intervenção de 12 meses: grupo da dieta de baixo teor de carboidratos – as chamadas low-carbs (LC) –, grupo da dieta com redução da carga glicêmica (RCG) e o grupo da dieta padrão. “Todas as crianças dos três grupos, apresentaram aumento da restrição alimentar cognitiva, e diminuição da fome e da desinibição (perda de controle) durante os primeiros três meses”, concluem os autores.  Em suma, é importante ter cuidado redobrado com a alimentação infantil, sabendo que a criança necessita de alimentação equilibrada e saudável para suprir suas necessidades nutricionais diarias e manter seu peso adequado.

Referência:
Kirk Shelley, Woo Jessica G, Brehm Bonnie, Daniels Stephen R, Saelens Brian E. Changes in Eating Behaviors of Children with Obesity in Response to Carbohydrate-Modified and Portion-Controlled Diets.
Childhood Obesity. 2017.

 

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags: