Mães que trabalham seriam responsáveis por sobrepeso e obesidade dos filhos? 

Mães que trabalham seriam responsáveis por sobrepeso e obesidade dos filhos? 
12 de março de 2018
Chubby Baby in Towel

Crédito da Foto: Getty images

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência


Ter mães que trabalham, pode contribuir para crescente prevalência de crianças com sobrepeso. Um estudo retrospectivo de coorte, publicado na revista científica Childhood Obesity,  explorou os potenciais fatores de risco da obesidade infantil, especialmente fatores ambientais, cuidados maternos e infantis:  31.463 crianças em Kobe, no Japão, foram analisadas. Os autores concluíram que mães que trabalham fora tem influência cumulativa no IMC dos filhos, o que, a longo prazo, levou ao sobrepeso ou à obesidade.

“Ao comparar crianças de 4 a 18 meses, com mães que permanecem o dia inteiro no emprego, com as crianças de mães que não trabalham fora, as que eram atendidas pelas mães durante o dia apresentaram 95% menos de chance de se tornarem obesas aos 3 anos de idade – 4,2% (1.315 crianças) foram classificadas obesas”, pontuam os autores. Além da ausência dos cuidados maternos durante o dia, a duração do sono também teve associação com o aumento do peso, ou seja, as crianças que dormiram mais, tiveram menor risco de obesidade.

“Ausência do cuidado materno durante o dia e menor duração do sono são fatores de risco preponderantes para a obesidade na infância. Serão necessários mais estudos para determinar a forma como o efeito desses fatores pode diminuir em relação ao excesso de peso na infância”, concluem os autores.

Nota da Nutrociência - O estudo não relaciona com o tipo de alimentos que é fornecido nas escolas ou em casa, herança familiar, hábitos de alimentação em casa. Além disto, seria interessante ter os resultados de chance analisados para a avaliação matemática do modelo. Vale lembrar que não é  uma conclusão válida para todos os países, onde diferentes fatores entram em jogo ...

Referência:
Miyakoshi C, Yamamoto Y, Mishina H, Shirai C, Morioka I, Fukahara S. Childcare Environment and Japanese Children Who Are Overweight in Early Childhood. Child Obes. 2018 


Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags: