Quem está preparado para a volta às aulas?

Quem está preparado para a volta às aulas?
26 de janeiro de 2016
Crédito da Foto: Freeimages

Crédito da Foto: Freeimages

Sempre que chega o final do mês de janeiro nos deparamos com uma situação: a dificuldade das famílias em lidar com o retorno das crianças para a escola. A rotina diferenciada durante as férias é um dos principais fatores por trás dessa complicação.

É natural – e saudável – que ocorram algumas transgressões na temporada de descanso da criançada. Entretanto, cabe ressaltar, é fundamental dosar e impor determinados limites em qualquer tempo. Só para exemplificar, os horários de sono costumam ser totalmente modificados durante as férias. A utilização de smartphones, computadores até altas horas da noite e mesmo o hábito de ver TV madrugada adentro ajudam a protelar a ida para a cama.  Hoje é comum que o quarto tenha tudo o que a criança ou adolescente precisa, esse cômodo da casa é uma espécie de universo autossuficiente. Ali eles se divertem, comem e, quando já não há mais nada de interessante para fazer, dormem.

Assim o que se vê nessa época é a turma acordando bem tarde, até mesmo depois do meio dia, e toda a agenda do dia a dia acaba comprometida. Afinal, quem vai querer tomar café da manhã quando o almoço já está quase pronto?

Aliás, por falar em café da manhã, as refeições também são bastante diferentes nas férias. Grande parte dos programas é acompanhada de baldes de pipoca, sem contar as visitas aos restaurantes de fast food ou as paradas em sorveterias e outros locais recheados de guloseimas, que fazem parte da infância e tornam tudo mais gostoso. Volto a dizer aqui o que repito ao longo desses anos dedicados ao estudo da alimentação infantil: é válido incluir esses quitutes no roteiro em dias de folga, basta, obviamente que os pais coloquem limites e que tenham controle para evitar excessos.

E é bacana que a família comece a adequar os horários conforme as aulas se aproximam. A transição das férias para a rotina precisa ser feita de maneira gradativa para favorecer a adaptação da criançada. Que tal colocar a turma para dormir mais cedo a partir de agora? A sugestão é especialmente importante para aqueles que estudam no período da manhã. A qualidade do sono tem relação direta com o rendimento escolar, inclusive, estudos mostram que as crianças que vão à escola à tarde aproveitam melhor o conteúdo ensinado.

maurofisberg

Com a palavra, Dr. Mauro Fisberg

Postado em Com a palavra Dr. Mauro por Aby Tosatti | Tags: