O consumo diário de leguminosas ajuda na perda de peso.

9 de novembro de 2016

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

Comer uma porção  diária de 130 gramas de leguminosas – sendo o feijão o grande representante do grupo - pode contribuir para a perda de quase meio quilo em seis semanas, sugere um novo estudo. A meta-análise, publicada no American Journal of Clinical Nutrition, analisou 21 ensaios clínicos envolvendo 940 homens e mulheres adultos.

"Embora a perda de peso tenha sido pequena, os resultados sugerem que simplesmente incluir uma porção de feijão diariamente, além de ajudar na perda de peso, colabora com a manutenção do peso”, revelou os autores canadenses.

“Este estudo se encaixa bem com um trabalho anterior, que constatou que comer 100 calorias provenientes de leguminosas deixa a pessoa 31% mais saciada do que se ingerisse 100 calorias de outro alimento”, concluem os autores. A justificativa fica por conta do alto conteúdo de proteínas e fibras. Além dos feijões, temos outros alimentos membros da família, como ervilha, lentilha, grão de bico, soja, fava e amendoim.

O clã  do feijão ainda ajuda a diminuir o LDL colesterol, consequentemente, reduz o risco de doença cardiovascular.

Referência:

Postado em Alimentos por Aby Tosatti | Tags:
13 de abril de 2016

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

O alimento é rico em betacaroteno, um pigmento que estimula a produção de melanina em nosso organismo. A presença de fibras na raiz ajuda, ainda, a reduzir o colesterol e a evitar doenças cardíacas e ainda ajuda a manter o bronzeado em dia. Isso por que a raiz da cenoura é composta por 88% de água, 1% de proteína, 7% de carboidratos, 0,2% de gordura e 3% de fibra.

Para mulheres entre 19 a 30 anos, se consumir 100g de cenoura crua (aproximadamente 1 xícara de cenoura picada) atinge as recomendações diária de: 120% de Vitamina A, 4.5% de Vitamina E, 3% de cálcio, 4% de magnésio, 7% de potássio e 11% de fibras.

Mas você sabia que, se for consumi-la cozida, é melhor fatiá-la apenas após o cozimento? A conclusão é de um estudo realizado pela Newcastle University, no Reino Unido. Os pesquisadores comprovaram um aumento de 25% na quantidade de facarindiol, uma propriedade anticancerígena, quando o alimento é cortado apenas depois de ser cozido.

  Referências:

Sara A. Arscott, Sherry A. Tanumihardjo. Carrots of Many Colors Provide Basic Nutrition and Bioavailable Phytochemicals Acting as a Functional Food.  Volume 9, Issue

Postado em Alimentos por Aby Tosatti | Tags:
17 de março de 2016

Existem diversos tipos de alho, 4 deles merecem destaque:

Alho Negro: É criado a partir de um processo de fermentação natural - envelhecimento. O resultado – é um aroma suave, textura macia e sabor adocicado.

 

Alho Branco: Tem sabor suave se comparado às outras variedades e fica ótimo em: pasta ou assado ou sobre torradas.

 

Alho Roxo: Sabor forte e fica ótimo em salada de folhas verdes.

 

Alho Verde:

Postado em Alimentos por Aby Tosatti | Tags:
9 de março de 2016

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

Chocolate é geralmente consumido em situações agradáveis.  Muitas pessoas acham que é delicioso porque o chocolate tem uma textura característica, se dissolve na boca, e tem um agradável aroma e um sabor ligeiramente amargo.

O chocolate traz benefícios para saúde: redução da pressão sanguínea em curto prazo, diminui o colesterol, melhora a resistência insulina, e também, em uma série de estudos de observação longo prazo, o consumo de chocolate tem sido associado a uma menor incidência de doença cardiovascular.

Do ponto de vista nutricional, o chocolate é rico em energia e tem um alto teor de gordura (saturada e, em menor extensão de gordura mono-insaturada) e açúcar. Ele também contém os minerais (potássio, fósforo, magnésio e zinco), flavonóis, aminas biogénicas (tiramina e feniletilamina), metilxantinas (cafeína e teobromina).

Na páscoa, muita gente aproveita para abusar um pouquinho. Nas lojas têm opções de chocolate para todo mundo, gosto e tipo. Mas, qual a quantidade ideal? Qual o melhor horário para o consumo? A seguir, alguns tipos de chocolates:

Postado em Alimentos por Aby Tosatti | Tags: