Os Benefícios da Cenoura

13 de abril de 2016

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

O alimento é rico em betacaroteno, um pigmento que estimula a produção de melanina em nosso organismo. A presença de fibras na raiz ajuda, ainda, a reduzir o colesterol e a evitar doenças cardíacas e ainda ajuda a manter o bronzeado em dia. Isso por que a raiz da cenoura é composta por 88% de água, 1% de proteína, 7% de carboidratos, 0,2% de gordura e 3% de fibra.

Para mulheres entre 19 a 30 anos, se consumir 100g de cenoura crua (aproximadamente 1 xícara de cenoura picada) atinge as recomendações diária de: 120% de Vitamina A, 4.5% de Vitamina E, 3% de cálcio, 4% de magnésio, 7% de potássio e 11% de fibras.

Mas você sabia que, se for consumi-la cozida, é melhor fatiá-la apenas após o cozimento? A conclusão é de um estudo realizado pela Newcastle University, no Reino Unido. Os pesquisadores comprovaram um aumento de 25% na quantidade de facarindiol, uma propriedade anticancerígena, quando o alimento é cortado apenas depois de ser cozido.

  Referências:

Sara A. Arscott, Sherry A. Tanumihardjo. Carrots of Many Colors Provide Basic Nutrition and Bioavailable Phytochemicals Acting as a Functional Food.  Volume 9, Issue

Postado em Alimentos por Aby Tosatti | Tags:
17 de março de 2016

Existem diversos tipos de alho, 4 deles merecem destaque:

Alho Negro: É criado a partir de um processo de fermentação natural - envelhecimento. O resultado – é um aroma suave, textura macia e sabor adocicado.

 

Alho Branco: Tem sabor suave se comparado às outras variedades e fica ótimo em: pasta ou assado ou sobre torradas.

 

Alho Roxo: Sabor forte e fica ótimo em salada de folhas verdes.

 

Alho Verde:

Postado em Alimentos por Aby Tosatti | Tags:
9 de março de 2016

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

Chocolate é geralmente consumido em situações agradáveis.  Muitas pessoas acham que é delicioso porque o chocolate tem uma textura característica, se dissolve na boca, e tem um agradável aroma e um sabor ligeiramente amargo.

O chocolate traz benefícios para saúde: redução da pressão sanguínea em curto prazo, diminui o colesterol, melhora a resistência insulina, e também, em uma série de estudos de observação longo prazo, o consumo de chocolate tem sido associado a uma menor incidência de doença cardiovascular.

Do ponto de vista nutricional, o chocolate é rico em energia e tem um alto teor de gordura (saturada e, em menor extensão de gordura mono-insaturada) e açúcar. Ele também contém os minerais (potássio, fósforo, magnésio e zinco), flavonóis, aminas biogénicas (tiramina e feniletilamina), metilxantinas (cafeína e teobromina).

Na páscoa, muita gente aproveita para abusar um pouquinho. Nas lojas têm opções de chocolate para todo mundo, gosto e tipo. Mas, qual a quantidade ideal? Qual o melhor horário para o consumo? A seguir, alguns tipos de chocolates:

Postado em Alimentos por Aby Tosatti | Tags:
1 de março de 2016

Impacto do iogurte no controle do apetite, balanço energético e composição corporal.

Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

No contexto da atual epidemia de obesidade, a crescente preocupação com uma alimentação saudável tem estimulado o interesse na pesquisa que documenta os efeitos de alimentos específicos sobre o apetite e ingestão de energia. O iogurte é um grande aliado da saúde e o mérito vai para o mix de nutrientes: gorduras, proteínas e, claro, sua oferta generosa de cálcio - potencial papel na regulação do balanço energético. A explicação mais simples é que o consumo regular de um alimento saudável, como por exemplo, o iogurte, resulta na diminuição da ingestão de alimentos com alto teor de ​​ gordura e/ou açúcar.

Hoje, uma longa lista de trabalhos foca o papel do cálcio na saúde – papel que parece só crescer em importância, relacionando a ingestão desse mineral, entre outras coisas, com menor índice de excesso de peso e melhores taxas de diversas substâncias, como colesterol. Já as proteínas do leite diferem em termos de taxa de absorção e as respostas pós-absorção, o que pode influenciar na saciedade.

Há uma tremenda confusão nas gôndolas – e

Postado em Alimentos por Aby Tosatti | Tags: