Uma palavra para 2016

29 de dezembro de 2015

Se  me fosse dada a tarefa de escolher uma palavra para guiar o ano que está por vir, ela seria planejamento. Aliás, o termo é bem-vindo desde já e nem é preciso esperar por janeiro.

Vivenciamos momentos difíceis em 2015. Aqui no Brasil experimentamos um período duro, reflexo da nossa situação política e econômica. E, para mim, tempos complicados assim permitem reflexões e nos levam a querer mudanças. Esses marcos, embora duros, nos empurram para o renascimento.

Até mesmo nossos hábitos alimentares podem passar por grandes transformações depois das adversidades. A crise dificulta o acesso a vários ingredientes para algumas camadas da população e o alto custo de determinados alimentos favorece novas escolhas e ajuda a buscar novas e interessantes alternativas.

E que tal aproveitar esse tipo de impulso para mudar atitudes inadequadas e que impedem de chegar a um peso considerado saudável?  Ou mesmo começar a comer de forma mais consciente?

Ah, só um parêntese, não vale querer alterar tudo agora durante as festas, lembre-se sempre que trata-se de um período de celebrações e não cabe focar em calorias, fique claro. E, veja bem, nunca é tempo de cair em ciladas

Postado em Com a palavra Dr. Mauro por Aby Tosatti | Tags:
25 de novembro de 2015

nutribrasil infância IIO Brasil passa por um momento de transição. Por um lado, já não temos o gigantesco volume de desnutrição extrema, mas ainda observamos a fome oculta, caracterizada pela carência de vitaminas e minerais. Paralelamente, o aumento da obesidade infantil é um fato, com o excesso de peso atingindo mais de 30% das crianças de escolas públicas e privadas em todo o país, conforme mostrado no estudo NutriBrasil Infância I, ganhador no Prêmio SAÚDE 2009, da Editora Abril. Não há dúvida de que a composição do prato da garotada constitui um dos fatores decisivos por trás desse índice alarmante – que, diga-se de passagem, é observado em várias partes do mundo.

Para o melhor equilíbrio da alimentação, a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) recomenda, entre outras medidas, que, além das refeições principais, meninas e meninos realizem lanches. Esses últimos se distinguem do belisco por serem planejados, e não um momento de consumo intempestivo ou ocasional. Mas como será o lanche dos brasileirinhos de 4 a 11 anos? A fim de

Postado em Com a palavra Dr. Mauro por Aby Tosatti | Tags:
11 de novembro de 2015

        Na última semana de outubro participamos do V Congresso Mundial de Massas, que aconteceu em Milão, na Itália. Além de acompanhar excelentes palestras com especialistas de várias partes do mundo, participamos de um encontro fechado com um grupo de experts de países como Portugal, França, México, Estados Unidos e outros, para elaborar um documento científico sobre o papel do macarrão na dieta saudável.

        Entre os diversos assuntos tratados no evento falou-se sobre a origem da pasta. Ainda que existam indícios de que o berço possa ser a China, já que pesquisadores encontraram por lá vestígios milenares de um tipo de massa de formato cilíndrico, há relatos de que o alimento teria origem em diferentes lugares. Já se encontrou um macarrão viável nas pirâmides egípcias. Outro ponto discutível é a participação de Marco Polo (1254-1324) na difusão das massas pela Europa. Embora seja bem popular a história de que o ilustre desbravador veneziano as tenha levado do Oriente para a Itália, existem muitas dúvidas levantadas por estudiosos, já que a Rota da Seda existia antes disto e há relatos de uso de massas na Itália bem antes de Marco Polo.

  Modos de preparo

Controvérsias

Postado em Com a palavra Dr. Mauro por Aby Tosatti | Tags: