O lanche da tarde das crianças é calórico e com baixo valor nutricional.

19 de outubro de 2016

Pesquisa da UNIFESP mostra que o lanche da tarde das crianças é calórico e com baixo valor nutricional. Assista!  

Postado em Na Mídia por Aby Tosatti | Tags:
4 de outubro de 2016

Dr. Mauro Fisberg foi convidado para participar do blog Letra de Medico, da seção Colunistas da Veja para uma matéria quinzenal. Confira a primeira matéria publicada ...


A verdade sobre o leite materno

Por: Mauro Fisberg

Entra ano, sai ano, surgem movimentos defendendo o uso de leites industrializados para bebês com menos de 6 meses. Pois digo aqui que não há discussão: o leite materno é o único alimento adequado para os mamíferos. Assim, o leite de uma zebra seria adequado às zebras, o de leoa para os pequenos leões e o da mulher para os seus filhos.

É um alimento completo

28 de setembro de 2016

Foram analisadas as respostas dos pais ou responsáveis de 1.391 crianças, com idade entre 4 e 6 anos, de todas as regiões

O lanche entre os horários das refeições é uma prática de 98,20% das crianças brasileiras, sendo compostos, em média, por frutas, biscoitos e iogurtes. O lanche da tarde é mais frequente (96,69%) do que o lanche da manhã (71,17%).

Os dados foram revelados por estudo do Departamento de Pediatria da Escola Paulista de Medicina (EPM/Unifesp), da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP/USP), do Centro de Dificuldades Alimentares do Instituto Pensi (Hospital Infantil Sabará) e do curso de Nutrição da Universidade São Judas Tadeu, com o apoio da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).

A pesquisa descreveu os hábitos alimentares de crianças em idade pré-escolar. Foram analisadas as respostas dos pais ou responsáveis de 1.391 crianças, com idade entre 4 e 6 anos, de todas as regiões do Brasil. A pesquisa constatou também que o valor calórico desses lanches, considerando nível socioeconômico e gênero, estava de acordo com o preconizado (entre 180 e 270 kcal), variando de 190 a 250 quilocalorias (kcal).

O lanche da manhã da Região Centro-Oeste e

Postado em Na Mídia por Aby Tosatti | Tags:
22 de setembro de 2016
Por Metro Jornal 21/09/2016 às 2h00

Pesquisa feita com 1.391 crianças entre 4 e 6 anos de todo o país mostrou que somente nos lanches intermediários feitos por elas de manhã e tarde é consumida quase toda a quantidade de açúcar de adição estabelecida como limite por dia pela OMS (Organização Mundial da Saúde).

Analisando as respostas que os pais das crianças deram, o estudo concluiu que os lanches intermediários são ingeridos por 98,2% das crianças nessa faixa etária e são feitos contendo três grupos alimentares: frutas, biscoitos e iogurtes. O lanche intermediário é visto como oportunidade para preencher os requerimentos nutricionais.

Os pesquisadores ainda notaram que pela manhã, a variedade de itens oferecida às crianças é menor do que tarde, quando em geral o lanche se mostra mais calórico. Somente tarde, por exemplo, os pais disseram oferecer refrigerantes, chocolates e sorvetes aos filhos.

Esses alimentos contêm o chamado açúcar de adição – aquele que é acrescentado na composição do item. E es

Postado em Na Mídia por Aby Tosatti | Tags: