Pesquisa inédita avalia a qualidade nutricional do lanche das crianças brasileiras

26 de novembro de 2015

LancheiraO levantamento inclui pequenos de todas as regiões do país e demonstra que, para reduzir os altos índices de obesidade, é preciso mudar muitos hábitos alimentares - até mesmo nas pequenas refeições.

realidade é preocupante: mais de 30% dos meninos e meninas brasileiros menores de 5 anos de idade estão obesos, com sobrepeso ou em situação de risco para ultrapassar o seu peso ideal, de acordo com dados de 2014 do Sistema de Vigilância Alimentar Nutricional (Sisvan). Não é para menos. Nas últimas décadas, os hábitos alimentares da criançada têm mudado bastante por aqui - e para pior. Segundo a Pesquisa Nacional de Saúde de 2013, feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 60,8% dos pequenos menores de 2 anos comem biscoitos e bolos com frequência; quando se trata de refrigerantes e sucos artificiais, 32% das crianças dessa fa

Postado em Na Mídia por Aby Tosatti | Tags:
26 de novembro de 2015

nutribrasil infância IINa manhã do dia 26/11/2015,  o estudo "O (Doce) Lanche da Criança Brasileira - NutriBrasil Infância II" foi divulgado no programa Bom Dia Brasil da Rede Globo, com a Participação do Dr. Mauro Fisberg, coordenador do estudo. O estudo encontra-se na integra no site da Nutrociência em "Artigos Científicos".


O perigo maior é o lanche entre as refeições. A OMS diz que crianças do Sudeste consomem quase 90% do que é recomendado para o dia todo.

Um alerta: as crianças brasileiras de 4 a 6 anos estão consumindo açúcar demais. E o perigo está entre as refeições. Os lanches das crianças que vivem na região mais rica do país são os piores. É o que comprovou um estudo da Associação Brasileira de Nutrologia. As crianças do Sudeste consomem quase 90% do que é recomendado pela Organização Mundial da Saúde para o dia todo. É que nesses lanchinhos entre as principais refeições tem açúcar no refrigerante, no suco de caixinha e principalmente nos biscoitos recheados. Tudo muito doce e gostoso, mas acaba prejudicando a saúde. O estu

Postado em Na Mídia por Aby Tosatti | Tags:
21 de setembro de 2015

maurofisbergO médico Mauro Fisberg falou ao CBN Noite Total sobre o açúcar. Segundo ele, fomos feitos para comer todos os tipos de alimentos, mas com moderação. Para escutar o áudio clique aqui

Postado em Na Mídia por Aby Tosatti | Tags:
31 de agosto de 2015

Pular o café da manhã não é saudável. O hábito pode diminuir riscos de obesidade e diabetes.

31/08/2015 10h46 - Atualizado em 31/08/2015 11h31

Muita gente acorda sem fome e acaba pulando o café da manhã, mas esse hábito não é saudável. Estudos mostram que se uma pessoa que toma café da manhã habitualmente pular essa refeição, o organismo sofrerá alterações metabólicas desfavoráveis. Quando essa pessoa fizer a próxima refeição, terá maior pico de glicose e insulina, mais gordura circulante e menor secreção de hormônios de saciedade, podendo comer mais. Outro estudo mostra que isso ocorre em pessoas que tomam café da manhã sempre. Quem não tem o hábito não sofre essa alteração.

Postado em Na Mídia por Aby Tosatti | Tags: