Obesidade grave na infância prediz alto risco de obesidade na idade adulta

11 de janeiro de 2018

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

As crianças obesas aos 2 anos apresentam uma probabilidade de 75% de serem obesas na idade de 35 anos.

Embora a atual epidemia de obesidade em crianças e adultos tem sido bem documentada, pouco se sabe sobre os riscos da obesidade a longo prazo, levando em consideração a idade atual e o peso das crianças. Um estudo publicado no The New England Journal of Medicine, em novembro de 2017, desenvolveu um modelo de simulação para estimar o risco de obesidade aos 35 anos na população atual de crianças dos Estados Unidos. Os autores analisaram o IMC (Índice de Massa Corporal) de 42.000 crianças e adolescentes, com idade entre 2 e 19 anos, e adultos. A obesidade grave foi definida como IMC ≥35 em adultos e ≥120% do percentil 95 para a idade em crianças.

Entre as descobertas e previsões do modelo:

  • Com base nos níveis atuais de IMC, 57% das crianças serão obesas na idade de 35 anos.
  • A prevalência da obesidade aumentou dos 2 aos 19 anos.
  • Entre as crianças obesas, a probabilidade de obesidade aos 35 anos aumentou de 75% em crianças de 2 anos para 88% em jovens de 19 anos.
  • Entre as crianças eutróficas, a probabilidade

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags:
28 de novembro de 2017

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

Erica Allan e sua equipe trabalharam em um estudo randomizado na Austrália, com 102 famílias (média de idade dos filhos 15,5 anos), a fim de comparar o efeito da terapia familiar conjunta (TFC) e da terapia familiar (TF) – somente com os pais – no tratamento de anorexia nervosa em adolescentes.  Resultado: pais muito críticos contribuem para resultados insatisfatórios e ineficazes, como, por exemplo, o abandono do tratamento de anorexia nervosa. Revela-se que a terapia familiar focada somente com os pais, mostrou melhores resultados.

“Embora o estudo tenha sido pequeno, as descobertas reforçam a importância do envolvimento familiar (terapia familiar para os pais), evitando conflitos,  super proteção , rigidez e críticas que contribuem para a correção ou redução do problema, auxiliando no transtorno da anorexia nervosa”, concluem os autores. Por fim, sobre o envolvimento parental (principalmente da mãe), foi visto como decisivo no desenvolvimento, manutenção e tratamento da anorexia nervosa, pois acabam sendo realizados os processos  com mais apoio e menos condenação e crítica.

  Referência: Allan E

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags:
12 de novembro de 2017

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência  

Será que pessoas com sobrepeso e obesos podem ser “metabolicamente saudáveis” – sem hipertensão, diabetes e dislipidemia?. Não está claro quais os riscos cardiovasculares associados para indivíduos obesos que não apresentem doenças metabólicas. Para esclarecer essa dúvida, um estudo publicado no Journal of the American College of Cardiology, analisou  aproximadamente 3,5 milhões de pessoas, com 18 anos ou mais, no Reino Unido, inicialmente sem doenças cardiovasculares, durante 5 anos,  com o objetivo  de descobrir a associação entre o Índice de Massa Corporal (IMC) e a Síndrome Metabólica. Para a análise, os autores utilizaram registros de saúde eletrônic

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags:
3 de outubro de 2017

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

 Dois estudos confirmam a associação entre o consumo de café e menor risco de morte em diversas populações.

 O café contém antioxidantes e outros compos

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags: