Efeitos da dieta vegetariana após 12 semanas sobre o estado nutricional, estresse e hábito intestinal em alunos e professores

15 de julho de 2016

unnamed (1)Fonte: GANEP NEWS  Ano 3  

A alimentação vegetariana segue o conceito estabelecido por aqueles que decidiram excluir as carnes, aves, peixes e todos os outros produtos de origem animal de sua alimentação, seja por motivos de saúde, éticos, ambientais ou religiosos.

De acordo com National Health and Nutrition Examination houve um aumento significativo do consumo de carne pelos coreanos na última década, em contraste ao consumo diário de frutas, legumes e verduras que diminuiu. Esse comportamento parece ter sido influenciado pelo crescimento da economia e uma introdução da cultura alimentar ocidental, devido ao aumento nas frequências de se comer fora de casa. Tais comportamentos foram relacionados com o aumento na prevalência das doenças crônicas não-transmissíveis, dislipidemia e alguns tipos de cânceres.

Lee e cols (2016) investigaram o efeito da mudança de uma dieta onívora a uma dieta vegetariana rica em frutas, legumes e verduras, sobre o estado nu

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags:
15 de julho de 2016

    African Brother Playing Football Outdoors ConceptCrawling Out of a TunnelLittle Boy Crawling Through Play TunnelPlayground daredevil  

Crédito das Fotos: iStock images

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência 

Para crianças e jovens, a atividade física inclui brincadeiras, jogos, esportes, atividades durante o transporte( caminhadas) , tarefas, recreação, educação física, ou exercício programado, no contexto de atividades da família, escola e comunidade.

A fim de melhorar a aptidão cardiorrespiratória e muscular, a saúde óssea, c

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags:
15 de julho de 2016

Por Abykeyla Mellisse Tosatti/para Nutrociência

A alimentação complementar é definida como o processo que se inicia quando o leite materno deixa de ser suficiente para atender às necessidades nutricionais do lactente e, portanto, são adicionados outros alimentos e líquidos dieta do lactente. A idade geralmente considerada para início da alimentação complementar é a de seis meses, sendo importante continuar com a amamentação até a criança atingir pelo menos dois anos de vida ou mais. Isso deve ocorrer de acordo com a vontade da mãe e da criança, reforçando que esta continuidade dever ser nutritiva mas também adequada emocionalmente.

O período de introdução da alimentação complementar (alimentos sólidos) é de elevado risco para a criança, tanto pela oferta de alimentos desaconselháveis, que podem favorecer a obesidade, a anemia e outras deficiências, quanto pela possibilidade de contaminação devido manipulação e ao preparo inadequado dos alimentos, que podem levar ocorrência de doenças diarreicas e desnutrição.

Vários estudos demonstram que a introdução pr

Postado em Saúde e Nutrição por Aby Tosatti | Tags: