massas

21 de abril de 2005

as massas, as pizzas, o que sao e o que podem nos dar de bom e de ruim...

Postado em Variedades por admin
11 de abril de 2005

a famosa Consulta regional para a America Latina sobre saude, dieta e qualidade de vida, comentada pelo prof Enrique Jacoby , da Organizacao panamericana da saude.

Postado em Variedades por admin
8 de abril de 2005

Muitas pessoas conhecem a comida árabe somente pela disseminação dos fast food, contudo ela vai muito além de esfihas e quibes.Os árabes já passaram por mais de 4000 anos de história, com isso a sua cultura sofreu influências conforme sua disseminação. Definir a origem da cozinha árabe é uma tarefa complicada, alguns acreditam que foi das civilizações que povoaram o “crescente fértil” (região da mesopotâmia, entre os rios Tigre e Eufrates) que se propagou para países vizinhos como Egito, Creta e Pérsia. Nesses rios, além da prática da pesca, já eram usados sistemas de irrigação que cultivavam legumes, cereais e frutas.Da criação do gado aproveitava-se muito o leite para fazer coalhadas e outros derivados.
Nota-se que a variedade é enorme não somente nos alimentos e temperos usados, mas principalmente nas preferências dos diversos povos e culturas que foram todos englobados em um grupo chamado árabes. Quando entramos no quesito ervas e especiarias, um ícone famoso do Oriente Médio, deve-se ter muito cuidado, mesmo sabendo que a possibilidade de combinações desses são inúmeras, pois esses povos valorizam muito o sabor dos alimentos que irão consumir. Portanto, esses temperos devem servir apenas para realçar o sabor sendo adicionados na quantidade certa. Por exemplo, há quem não goste de misturar hortelã no quibe por acreditar que se pe

Postado em Variedades por admin
8 de abril de 2005

Como já observara o historiador romano Tácito, os alemães sempre se destacaram pelo prodigioso apetite; essa fama, mostram as estatísticas ainda é merecida. Sua terra é rica e sua agricultura organizada com efeiciência produz cerca de três quartos das necessidades do país. Além disso, a variedade é enorme. A Alemanha não tem um genuíno prato nacional; nem o
onipresente chucrute pode ser considerado como tal. Mas existem muitas especialidades regionais: arenques, enguias e presunto defumados, carnes em
conserva e bolo de chocolate uemdecido com aguardente de cereais da Floresta Negra. No sudoeste, por exemplo, servem - se Spätzle - uma espécie de macarrão - em lugar de batatas, ao passo que os bávaros do sudeste preferem bolinhos e um tipo de bolo de crane chamado Leberkäs. Os turíngios tem sua Bratwurst de aroma peculiar. Na Ren6ania a especialidade é a Blutwurst (morcela)> Mias para o nordeste, as pessoas adoram um cozido de pêras, feijão e toucinho ou o Kasseler Rippenspeer, carne de porco defumada com chucrute. E o prato popular do norte é o Labskaus, purê de batatas, pepinos em conserva e a carne - seca de peixe. Embora as advertências médicas tenham feito com que muitos se tornassem mais cuidadosos com a dieta, os alimentos tradicionais continuam populares. E o pão (existem cerca de 200 tipos diferentes) é consumido em grandes quantidades: no de

Postado em Variedades por admin